Fazer amostras biodegradaveis

Fórum para iniciados, coloquem aqui as vossas questões existenciais :)
Responder
Avatar do Utilizador
Pracana 360
Mensagens:162
Registado:quarta set 28, 2011 10:08 am
Fazer amostras biodegradaveis

Mensagem por Pracana 360 » domingo dez 01, 2013 3:32 pm

Andava a ver os videos do "Manual do Mundo" quando descobri este do plastico feito de batata... No final ele refere que este plastico é biodegradavel, então pensei para mim, será que dá para fazer amostras de vinil com este plástico? Acham que daria resultado? Ainda não experimentei, mas caso resulte vou tentar arranjar moldes e começo a fabricar os meus vinis... Sendo isto de batata, glicerina e vinagre, podendo adicionar as cores que quiser-mos acho que seria uma mais valia, pois não poluimos o ambiente sendo elas biodegradaveis, não gastamos dinheiro em amostras que muitas vezes são caras, só tem a desvantagem que não sei se é mesmo assim... de ficar com o cheiro da glicerina, do vinagre e da batata. Se alguém quiser experimentar, depois conte como foi, que eu não tenho disponibilidade para ir a pesca nem para as fazer :no:

Aqui fica o video! :fixe: :fixe:
http://www.youtube.com/watch?v=LyqyYehL82Y#t=256



Avatar do Utilizador
jose elvas
Utilizador Regular
Mensagens:2501
Registado:sábado dez 04, 2010 5:45 pm

Re: Fazer amostras biodegradaveis

Mensagem por jose elvas » domingo dez 01, 2013 8:38 pm

Olá Pracana, tudo em ordem contigo? Sem te querer desanimar mas infelizmente dificilmente o "plástico" de batata te dará para o que pretendes!
Na empresa onde trabalho fabricamos vários compostos quimicos, em muitos deles utilizamos amidos, quer de batata, quer de milho, quer de beterraba, quer de tapioca etc etc. Basicamente o processo que vês nesse video é em algumas coisas semelhante aos processos industriais que nós mesmo usamos, ao aqueceres um amido (daí a frigideira do video) estás a decompor as suas células transformando-as em açucares, que, quando misturados com um agregante (e mais alguns pequenos passos que não posso revelar), no caso do video é a glicerina, produzem um produto com propriedades adesivas, assim é mais correcto classificar o produto como um adesivo e não um "plástico" (daí as minhas aspas na palavra "plástico"). Ao secar essa produto tornar-se-á então numa pelicula elástica semelhante ao plástico (para teres uma ideia imagina que entornaste um frasco de cola pica pau para madeira e a deixaste secar).
No entanto essa pelicula é demasiado rigida (não tem elasticidade suficiente) para ser usada como amostra de pesca pois começaria a criar gretas devido ao movimento ou ao ataque dos peixes e acabaria por se partir em vários pedaços.
Para dares as tuas amostras a consistencia, e resistência, que normalmente as amostras de vinil têm terias que adicionar ou uma emulsão (polivinil alcohol, monomero de vinil acetato etc etc) ou um acetinante (benzoflex por exemplo) o que dará ao produto uma consistência semelhante ao silicone seco mas ainda com mais elasticidade e muito mais resistência.
O problema é que quer as emulsões quer os acetinante de biodegradável não têm nada ( o que põe logo de parte a vertente ecológica) e são muito caros e extremamente dificeis de encontrar no mercado á venda em quantidades pequenas (o que põe de parte o factor poupança).
Apesar disso acho que devias experimentar na mesma fazer a experiência do video, pois acaba por ser uma forma de conhecimento e uma experiência engraçada e simples, e o saber nunca ocupa lugar... :fixe:

Responder